igrejinha-da-pampulha-bh

Circuito Belo Horizonte

Belo Horizonte – Conjunto Arquitetônico da Pampulha e muito mais

O verde já não é mais tão intenso e o clima ameno formam um cenário perfeito nesta cidade. Há várias opções de lazer e diversão, como o Conjunto Arquitetônico da Pampulha ou os espaços que integram o Circuito Cultural Praça da Liberdade. O Mercado Central é outro ponto de encontro de turistas e moradores, oferecendo produtos de todas as regiões de Minas. Também há várias opções de bares e restaurantes que exploram a famosa cozinha mineira.

Mas BH, como é carinhosamente chamada, também é ponto de partida para vários passeios em cidades próximas onde podemos visitar grutas (Cordisburgo, Lagoa Santa e Sete Lagoas), cachoeiras (Serra do Cipó), parques temáticos (Inhotim – Brumadinho), cidades históricas (Ouro Preto, Mariana e Sabará) e um intenso turismo rural, tudo isso a no máximo 100 km da capital.

BH também é reconhecida como como a Capital Mundial dos Botecos, titulo conquistado pela quantidade e variedade de bares na cidade. Como dizem os mineiros: “Minas não tem mar, vamos pro bar“,

Como chegar?

Belo Horizonte tem vários acessos vindos de diversas direções. As principais são:

Rio de Janeiro – RJ (entrada sul) – BR – 040;

São Paulo – SP – BR – 381 – Rodovia Fernão Dias;

Vitória – ES – BR 262;

Brasília – DF (entrada leste) – BR – 040.

Para se chegar a regiãonda Pampulha:

Saindo do centro de BH, siga pela Avenida Antônio Carlos até a altura da Univeridade Federal de Minas Gerais UFMG, mantenha-se à direita e entre na alça de acesso ao viaduto José de Alencar à esquerda e subindo a avenida Abrahão Caram. Ao seu final já se encontram as primeiras atrações, Mineirão e Mineirinho, mas, virando à direita alcança-se a orla da lagoa da pampulha, onde o passeio realmente começa.

Onde passear?

Vamos dividir BH por regiões (norte, centro e sul) para você acompanhar melhor os posts. Como   vivemos a maior parte de nossa vida aqui, vou me controlar para não estender demais, dando uma visão objetiva desta bela cidade.

Conjunto Arquitetônico da Pampulha (Casa do Baile, Museu de Arte, Igreja de São Francisco de Assis e Iate Tênis Clube).

“No fundo do vale o terreno avança numa saliência que seria uma espécie de promontório quando o lago estiver concluído. Pensava construir ali um restaurante, debruçado sobre a água. Na curva, formada pelo morro vizinho, talvez pudesse construir uma igreja, sob a invocação de São Francisco (…) ao longo das margens do futuro lago, outros edifícios poderiam ser construídos arrematando o conjunto arquitetônico e imprimindo-lhe a indispensável unidade.” (Juscelino Kubitchek)

vista-da-lagoa-da-pampulha

A região da Pampulha fica situada na zona norte da cidade próxima do aeroporto regional (Aeroporto da Pampulha). É uma área bastante povoada e possui uma lagoa artificial (Lagoa da Pampulha) com cerca de 18 km de perímetro.

Algumas construções do entorno da Lagoa foram projetadas pelo arquiteto mundialmente conhecido Oscar Niemeyer, em parceria com o paisagista Burle Marx, a pedido de Juscelino Kubitsckek, na época ainda prefeito da cidade (1940). Ele solicitou ao jovem arquiteto que projetasse cinco empreendimentos para o entorno da lagoa: uma igreja, um cassino, uma casa de baile e um hotel para que trouxesse o desenvolvimento aquela região da cidade. Á exceção do hotel, tudo foi inaugurado na primeira metade da década de 40. A arte está nas obras do arquiteto e de grandes artistas como Portinari, Ceschiatti, Burle Marx, Zamoiski, José Pedrosa, Guinard além de outros famosos.

casa-do-baile

Casa do Baile – O prédio foi construído sobre uma pequena ilha artificial e ligado a orla por uma ponte de acesso. O objetivo inicial era um restaurante com algumas mesas e pista de dança voltado as pessoas mais comuns. Mas uma das maiores atrações para estes frequentadores era ver os poderosos chegarem em trajes elegantes nos seus carros luxuosos ao cassino (hoje Museu) na outra margem. O local hoje conta com um pequeno auditório e abriga exposições e seminários sobre urbanismo.

curvas-casa-do-baile

As curvas, identificação das obras de Niemeyer, acompanham a linhas da Lagoa da Pampulha e são rodeados dos jardins projetados por Burle Marx. Foi construído em 1943.

iate-tenis-clube-pampulha

Iate Tênis Clube – É o último prédio construído do conjunto cuja ideia do projeto é um barco que se lança sobre as águas da Lagoa da Pampulha. Os seus jardins também foram projetados por Burle Max. Mais tarde (1970), o clube fez um anexo, que não faz parte do projeto original. Um dos salões do clube apresenta painéis de Candido Portinari.

vista-externa-igreja-pampulha

Igreja de São Francisco de Assis – Não existe nada igual no mundo, curvas arredondadas, em tons azuis, revestidas de azulejos e painéis de Cândido Portinari mostrando a Via Sacra e a imagem de São Francisco de Assis. Todos os jardins externos são projetos do paisagista Burle Marx e o painel interno, todo em bronze é de Alfredo Ceschiatti. A igreja é mais conhecida como a “Igrejinha da Pampulha” e fica à beira da Lagoa.

vista-interna-igreja-pampulha

A curvatura do exterior é acompanhada na parte interna, com o teto todo revestido de madeira. A escada em caracol, o mural curvado contendo cenas do paraíso e até mesmo o púlpito. Toda a estrutura não apresenta nenhum luxo, como se a busca pelo novo, não deixasse de lado a simplicidade, característica do santo católico. A igreja só foi consagrada 17 anos depois de inaugurada e vários foram os motivos alegados, desde um impasse político/religioso entre JK e o arcebispo Dom Cabral, que não aceitava que o prefeito tivesse autorizado a construção da primeira igreja Batista em plena Praça Raul Soares, área central da capital a outros mais curiosos como a presença de um cachorro no painel criado por Portinari para decorar o altar. Ele é bem visível, logo aos pés de São Francisco, ao seu lado direito.

painel-alfedo-ceschiatti

Outra curiosidade, já no batistério é um dos painéis de bronze criados por Alfredo Ceschiatti. Quando visto de cima para baixo, a figura da serpente enrolada no galho, descendo sobre a maçã, forma um ponto de interrogação. Leva a reflexão que ao batizarmos uma criança nunca sabemos o que ela será em sua existência ou qual seja o seu destino.

casa-kubitschek-pampulha

Casa JK – Pouco conhecida e menos ainda visitado até pelos moradores de BH, por não fazer parte do conjunto arquitetônico, mas de valor inestimável e também projetado por Oscar Niemayer para ser a casa de final de semana do então prefeito da cidade, Juscelino Kubitschek. A casa, agora transformada em museu, permite uma viagem no tempo a décadas passadas. E está ali, bem pertinho da igrejinha da Pampulha.

casa-kubitschek-niemayer

Construída em 1943, a casa conta com jardins projetados pela paisagista Burle Marx na frente e nos fundos da residência. Ela foi recentemente toda restaurada e acompanhada de perto pelo seu idealizador pouco antes de sua morte em 2012. O museu mostra como seria uma residência modernista na década de 40-60, incluindo alguns móveis e pertences originais do grande personagem JK e outros da família de seu secretário particular que adquiriu e viveu no imóvel, posteriormente. A visita vale, não só pelo conteúdo histórico, mas pelo conhecimento como era o tipo de construção daquela época, os móveis e a divisão dos cômodos. Sem dúvida, é um local muito interessante.

casa-kubitschek-oscar-niemayer

Na garagem está uma mostra historiográfica como as várias “pampulhas” começaram a surgir no tempo.

museu-de-arte-da-pampulha

Museu de Arte da Pampulha – Na entrada percebe-se que o próprio museu já é uma obra de arte. Criado por Niemayer para ser um cassino, foi fechado em 1946, reabrindo somente em 1957, já como museu onde abriga salas de multimídia, auditório, biblioteca, café/bar, além de exposições de artistas nacionais e estrangeiros. Mas fique atento as temporadas de exposições já que não são permanentes durante todo o ano.

escultura-museu-de-arte-da-pampulha

O seu exterior abriga esculturas de Ceschiatti, Zamoiski (a da foto acima) e José Pedrosa, tudo ornamentado pelos jardins projetados por Burle Marx. Não se assuste se encontrar por ali alguma noiva tipicamente vestida pois o local de tão agradável é palco constante de sessões de fotos.

auditorio-museu-de-arte-da-pampulha

Além de abrigar exposições de arte há um belo auditório para 240 pessoas, com cadeiras soltas e brises ao fundo (painéis de madeira e couro almofadado), um luxo para aquela época. Quando funcionava como cassino, este espaço com piso de vidro era utilizado como pista de dança.

interior-museu-de-arte-pampulha

O seu interior é bastante luxuoso onde uma profusão de mármore por todos os lados, espelhos e colunas revestidas de aço inoxidável, mostram a elegância do lugar onde a sociedade da época desfilava pelas suas rampas suaves.

Diz-se que de qualquer um destes quatro locais (Casa do Baile, Museu de Arte da Pampulha, Iate Tênis Clube e Igreja de São Francisco pode se ter a visão de todos os outros. Faça seu teste.

Veja outras atrações incríveis para você não perder a oportunidade de já estar por aqui.

local-de-caminhada-parque-ecológico-da-pampulha

Ainda bem próximo podemos apreciar e descansar com o verde do parque ecológico da Pampulha (Parque Ecológico Promotor Francisco Lins do Rego). São 300 mil metros quadrados de área verde. O local é ideal para praticar esportes (ciclismo, caminhadas, futebol) brincar ao ar livre, soltar pipas, fazer pic-nic ou simplesmente, ver o tempo passar.

parque-ecologico-da-pampulha

O parque possui um serviço de uso de bicicletas que é gratuito, caso não esteja funcionando é permitido entrar lá com as bicicletas do aplicativo bike bhA área para passeio é extensa e tem algumas trilhas que cortam o bosque com algumas árvores frutíferas, como goiabeiras.

monumento-brasil-japao-parque-ecologico-da-pampulha

Dentro do parque também está instalado o Memorial da Imigração Japonesa, monumento que celebra a amizade entre Minas e o Japão. Imagina como se fosse uma gema de ovo gigante, com o seu interior todo em vermelho (do piso ao teto) com as laterais e teto arredondados e almofadas (também vermelhas) para você deitar, descansar ou meditar naquele lugar.

Se ainda houver tempo, uma passadinha no Zoológico (Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte) que fica bem próximo. Ele é um dos mais completos da América Latina com mais de 900 animais de várias espécies que são vistas por mais de um milhão de visitantes todos os anos.

Lá também é possível visitar o aquário com peixes nativos e exóticos do Rio São Francisco dispostos em 22 tanques, onde, no segundo piso, os peixes podem ser vistos de cima, como se estivessem à beira do próprio rio.

O Jardim Japonês é outra atração. Criado pelo paisagista Haruho Ieda, possui árvores típicas do Japão (pinheiro oriental, cerejeira, azaleia e o bambu) além de lanternas coloridas e pontes sobre lagos com cascatas artificiais e carpas coloridas. E olha só, tudo isso num único lugar

parque-guanabara-pampulha

Se estiver com crianças, não deixe de passar no Parque Guanabara, a alegria será geral neste lugar que além dos brinquedos tradicionais tem uma roda “gigante” mesmo, de onde se pode ver boa parte da região da Pampulha. O parque está instalado aqui desde a década de 70.

mineirinho-mineirao-pampulha

Mas falar em Pampulha não podemos deixar de lado o seu gigante, o Mineirão (Estádio Governador Magalhães Pinto) e tão logo ali, o seu vizinho, Mineirinho. Tão próximos que foram unidos por uma passarela. O primeiro foi totalmente reformado para atender as demandas da Copa de Mundo de 2014 e serve de palco para vários jogos nacionais e internacionais.

arena-multiuso-mineirao

Além das características de melhores condições para os torcedores, a parte externa foi adequada como se fosse uma arena multiuso, onde já ocorreram diversos shows e que nos finais de semana virou mais uma área de lazer. Crianças, adolescentes, adultos, todos se encontram ali para andar de bicicleta, patins, skate ou até mesmo para tomar aquela cervejinha gelada, enquanto as crianças brincam e o papo rola solto e nem sempre sobre futebol. O local abriga o Museu Brasileiro do Futebol, que apresenta informações sobre o esporte no Estado e proporciona visitas pelo interior das dependências do estádio, exceto nos dias de eventos.

mineirinho-pampulha

O Mineirinho (Estádio Jornalista Felipe Drumond), em escala bem menor que o gigante, apresenta espaço para shows, jogos de vôlei e até já abrigou eventos de lutas do MMA, mas nos finais de semana, uma feira de artesanato enche a área externa, com clientes de todos os lugares do país e já compete com a feira que se realiza aos domingos no centro da capital.

palacio-tiradentes-e-auditorio-jk

Apenas 8 km da região da Pampulha está localizada a Cidade Administrativa de Minas Gerais, sede do governo mineiro que também é uma obra de arte e das bem recentes, pois foi inaugurada em 2010. Projetado também por Niemayer, a cidade administrativa possui dois prédios (Minas e Gerais), onde se distribuem as secretarias de governo, além de um centro de convivência (interligado por túneis subterrâneos), um prédio de serviços, o auditório JK e o Palácio Tiradentes. Este, o maior prédio de concreto protendido suspenso do mundo com um vão livre de 147 metros. A impressão é de um grupo de salas pendurado no teto do edifício. O complexo possui várias características de sustentabilidade e acessibilidade.

predio-minas-e-gerais-cidade-administrativa-bh

A área total do complexo é de 270.000 metros de área construída e abriga cerca de 16 mil funcionários, além de receber milhares de visitantes diariamente. Aos fundos está o Parque Estadual Serra Verde, com seus 142 ha é o segundo maior do Estado atrás apenas do Parque das Mangabeiras e funciona como um pulmão para zona norte da cidade, juntamente com a área da Lagoa da Pampulha e Parque Ecológico .

Onde comer?

Há várias opções de restaurantes, vai depender de onde você estará na hora que bater aquela fome. Mas as dicas abaixo, não vão te de deixar decepcionado.

Divino Restaurante – Avenida Portugal, 2051 – Santa Amélia (self-service de  excelente custo-benefício)

Juscelino Grill – Avenida Otacílio Negrão de Lima, 2733 – Pampulha

Restaurante Paladino- Avenido Gildo Macedo Lacerda, 300 – Braúnas

Restaurante Xapuri – Rua Mandacaru, 260 – Pampulha

Os dois últimos estão situados em fazenda, tornando-se uma atração à parte.

Onde hospedar?

Belo Horizonte tem uma vasta rede hoteleira, então faça a sua escolha.

Serviços:

Casa do Baile – Avenida Otacílio Negrão de Lima, 751 – Pampulha

aberto ás terças, quartas, sextas, sábados e domingos – de 09:00 às 18:00

quintas-feiras – de 09:00 às 21:00 hs

Iate Tênis Clube – Avenida Otacílio Negrão de Lima, 1350 – Pampulha – Aberto somente aos sócios e seus convidados.

Igreja de São Francisco de Assis Avenida Otacílio Negrão de Lima, 3000 – Pampulha

aberta de segunda à sábado – de 08:00 às 17:00 hs

domingos – de 11:00 às 14:00 hs

Casa JK– Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4188 – Pampulha

aberta de terça à domingo – de 09:00 às 18:00 hs

Museu de Arte da Pampulha – Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16585 – Pampulha

aberto de terça à domingo – de 09:00 às 18:30 hs

Informações sobre as outras atrações:

Aquário, Zoológico e parque ecológico da Pampulha – Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8000 – Pampulha (portaria principal)

aberto de terça à domingo – de 08:30 às 17:00 hs

Parque Guanabara – Avenida Otacílio negrão de Lima, 3333 – Pampulha

aberto ás quintas e sextas-feiras – de 13:00 ás 22:00 hs

sábado – de 11:30 às 22:00 hs e domingos e feriados – de 10:30 ás 21:00 hs

Mineirão – Museu Brasileiro do Futebol – Avenida Coronel Oscar Paschoal s/n – portão G2 – em frente ao CEU-UFMG) – Pampulha

aberto às terças as sextas – de 09:00 às 17:00

sábados e domingos – de 09:00 às 13:00 hs

Mineirinho – Avenida Antônio Abrahão Caram, 1000   – São Luís

Cidade Administrativa de Minas Gerais – Rodovia Prefeito Américo Giannetti, s/n – Serra Verde

Aplicativo bike bh aluguel de bicicletas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>